ESCATOLOGIA PENTECOSTAL EM TEMPOS DE PANDEMIA

  • Ailto Martins
  • Daiani Maria Oliveira
  • Elias Mande Laurindo André
  • Fernando Albano
  • Gilvan Nery de Souza
  • Heber Almeida do Nascimento
  • Joel Peres da Silva
  • Misael Pereira

Resumo

Este artigo quer compreender a relação entre escatologia pentecostal e pandemia. Ambas marcam o imaginário religioso pentecostal, ou seja, a perspectiva do fim de todas as coisas e o papel ocupado pelas pandemias no eschaton divino. Durante muito tempo, a escatologia inibiu as ações dos pentecostais neste mundo. Na atualidade, têm ocorrido mudanças no seio pentecostal, apesar de se perceber posturas conservadoras e dogmáticas em relação às últimas coisas. Para alguns pentecostais, a pandemia da Covid-19 é concebida como uma das pragas que inevitavelmente assolaria o mundo nos últimos dias, mas, ainda, não é a grande tribulação, portanto, o grande mal ainda está por vir. Diante disso, os pentecostais animados por sua escatologia associada a uma concepção de ser humano marcado pelo dualismo, são frequentemente inclinados a demonstrar certa indiferença em relação às tribulações do cotidiano. Assim, é necessário cultivar a ideia de que a escatologia não conduz necessariamente ao escapismo diante do mundo, mas, antes inspira a ação responsável e cuidadora em meio às tribulações do tempo presente.

Publicado
2020-11-05