DAS COISAS SUJEITAS AO TEMPO: CONTEMPLANDO A HISTORIOGRAFIA EVANGÉLICA

  • Thiago Rodrigo da Silva Universidade Federal de Santa Catarina

Resumo

O presente artigo propõe uma visão panorâmica (“estado da arte”) sobre a historiografia do protestantismo brasileiro, o classificando em três momentos distintos. Entre meados do século XIX até 1950, um primeiro momento, marcado pela memória eclesiástica realizadas por pastores. Um segundo pautado por análises realizadas por intelectuais com formação acadêmica em ciências sociais. E por fim, as últimas décadas, marcada pela pluralidade de metodologias. Neste sentido, uma historiografia caracterizada por um trânsito entre disciplinas, como a sociologia, a teologia e as ciências da religião, sendo um campo de diversidade temática e conceitual.

Palavras-Chaves: Protestantismo Brasileiro; Historiografia do Protestantismo; História das Religiões e Religiosidades; História Eclesiástica; Protestantismos.

Biografia do Autor

Thiago Rodrigo da Silva, Universidade Federal de Santa Catarina

Doutor em História Global pela Universidade Federal de Santa Catarina.  E-mail : thiagohstbr@yahoo.com.br

Publicado
2022-07-08